IDENTIDADE ORGANIZACIONAL

 

A Agência Angolana de Regulação e Supervisão de Seguros – ARSEG é o Órgão especializado ao qual incumbe a regulação, supervisão, fiscalização e o acompanhamento da actividade seguradora, resseguradora, de fundo de pensões e de mediação de seguros e resseguros em Angola.

 

MISSÃO

Definir e fiscalizar o cumprimento de regras para o funcionamento do sector segurador e de fundos de pensões, em Angola, contribuindo para a sua sustentabilidade e idoneidade, tornando-o capaz de prevenir a ocorrência de riscos sistémicos e de garantir a protecção dos operadores do mercado, dos tomadores dos seguros, segurados, terceiros e beneficiários.

 

VISÃO

Ser uma instituição de excelência, adoptando os melhores princípios e práticas internacionais do sector, criar um ambiente de concorrência salutar entre os operadores e contribuir para a captação de poupança de longo prazo para o financiamento do processo de diversificação da economia.

 

VALORES

  1. Primado do interesse público.
  2. Disciplina, Responsabilidade, Imparcialidade, Integridade, Transparência, Ética e Profissionalismo no cumprimento do dever.
  3. Concertação – Busca de sinergias internas, através do trabalho em equipa, e externas, por via da interação permanente com os diferentes stakeholders.
  4. Equidade - Tratamento justo e não discriminatório de todos intervenientes do mercado, de acordo com as leis vigentes.
  5. Pro-acção, inovação, eficácia e eficiência para o alcance da excelência.
  6. Responsabilidade Social.

 

OBJECTIVO GERAIS DA ARSEG

  1. Potenciar o mercado segurador nacional com novas oportunidades de negócio para todos os operadores, com efeitos virtuosos sobre o emprego, sobretudo o de qualidade, o produto nacional e as receitas fiscais;
  2. Fomentar a expansão dos fundos de pensões como meio de garantir a protecção social complementar das famílias;
  3. Diminuir a pressão sobre os recursos em moeda externa do País;
  4. Facilitar o acesso à informação e reforçar a oferta formativa para o sector segurador e de fundos de pensões;
  5. Assegurar que os seguros contratados tenham como base as melhores condições de preço e qualidade;
  6. Contribuir para o processo de diversificação económica, através da cobertura dos riscos das diversas actividades de produção, transformação, comercialização e outras modalidades de condição obrigatória e facultativa;
  7. No geral, garantir que o mercado continue a registar um crescimento sólido e sustentado.